Projeto da Escola Rural de Osório recebe premiação em feira científica nos Estados Unidos!

Projeto de estudantes da Escola Rural de Osório que recebeu patrocínio da AGPTEA recebe premiação em feira científica nos Estados Unidos!

 

uturo da ciência e tecnologia do Rio Grande do Sul, os alunos Filipi Mesquita Machado, Kauê Mesquita da Silva e Valmor Rosa de Araújo, do curso Técnico em Agropecuária da Escola Rural de Osório, se destacaram na Genius Olympiad 2018, recebendo premiação de Menção Honrosa. A feira internacional, organizada pela Universidade do Estado Nova York, em Oswego, nos Estados Unidos, reuniu cerca de 1200 estudantes do Ensino Médio, de 73 países distribuídos em 955 projetos de ciência sobre sustentabilidade ambiental, além de projetos de arte e robótica.

O evento por reunir uma grande quantidade de países teve diversos momentos de integrações culturais em que os alunos interagiram com culturas de todos os continentes. Além disso, a feira levou seus participantes às Cataratas do Niágara, umas das maiores quedas d´água do mundo, experiências que ficarão marcadas para sempre na vida desses estudantes.
Acompanhados das orientadoras, as professoras Kátia Airoldi e Juliana Hogetop, os gaúchos de Palmares do Sul e Mostardas se credenciaram para a competição internacional, que aconteceu entre 11 e 16 de junho, depois de ganharem o primeiro lugar no quesito inovação científica e no eixo ciências agrárias na última Feira Brasileira de Iniciação Científica (FEBIC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Iniciação Científica, em Santa Catarina, em outubro do ano passado.

O projeto intitulado Hidrogel e Microrganismos: uma interação sustentável consiste na produção e utilização de um hidrogel biodegradável no cultivo de plantas. O processo diminui o volume de água para irrigação em 50%, colaborando com o meio ambiente e os recursos hídricos.

São projetos assim que a AGPTEA estará apoiando sempre, pois não apenas realizam sonhos de alguns. Mudam não só as ações numa escola, mas de toda a comunidade escolar, mostrando que lutar por um ideal é possível.

Em conversa os alunos relataram: “Agradecemos a todas as pessoas que nos ajudaram contribuindo de alguma forma, pois só conseguimos realizar esse sonho graças à ajuda de muitas pessoas, incluindo a AGPTEA. Fica provada aqui a eficiência do ensino agrícola no desenvolvimento da pesquisa, que é um dos caminhos que possibilitam vivências extraescolares. Ficamos muito felizes por levantar essa bandeira e representar nosso país”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chamar com Whatsapp - Em horário comercial