Qualificação profissional e qualidade de vida são metas da Agptea para 2023
20 de dezembro de 2022
Avançam obras do futuro centro de qualificação agrícola em Caçapava do Sul
17 de janeiro de 2023
[ João era um bom homem, trabalhador e com o fruto do seu trabalho sustentava a família e tinha uma vida digna. Cuidava da saúde, não fazia inimigos e dizia que sua felicidade era fruto de seu esforço pessoal, portanto, onde caberia a necessidade de um Deus, dentro desse contexto? João era um ateu convicto. Um dia, passava por uma estrada quando começou um enorme temporal. O carro de João derrapou e ele foi lançado para um abismo. Embora não houvesse nenhuma possibilidade de salvação, João gritou: – Meu Deus, me ajude! Nesse momento, surgiu uma árvore na beira do abismo e João se agarrou nela.
Ainda ofegante e trêmulo, mal acreditava no que acabara de acontecer com ele.
Nesse instante ele ouve uma voz: – E agora João, acredita que eu existo? João assustado e confuso, olha para os lados e percebe que não há ninguém por perto, então responde: – Claro que acredito, Senhor! – Acredita mesmo, João? – Claro, Senhor. – Eu acabei de viver um milagre, como poderia não acreditar?- Tem certeza de que acredita? – Claro, nunca tive uma certeza tão absoluta, em toda a minha vida.- Então, se você acredita realmente, solta as mãos que eu te pego lá embaixo!
E você? Você soltaria?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.